sábado, 31 de dezembro de 2011

Zabaione


Sobremesa fácil e rápida para ninguém perder tempo na cozinha hoje!

Mesmo sendo simples de fazer é classuda o suficiente para qualquer um fazer bonito!

A receita original pede uma bebida chatinha de encontrar para vender, a Nigella ensina a fazer com prosecco, no curso de gastronomia fizemos com vinho do porto e hoje fiz com sidra. Com a bebida original nunca provei, com prosecco ficou bom (levando em conta que usei adoçante no lugar de açúcar, ficou legal. Mas a textura ficou meio eca.. anta), com vinho do porto ficou surreal de bom mas a cor fica medonha. E com sidra, ficou muito bom!!! Melhor do que com prosecco, fica mais suave, levinho... Muito bom.

A receita é simples, 1 gema, 1 colher de açúcar, 2 colheres de sidra (ou outra bebida). Se for fazer para 2 pessoas, use 2 gemas, 2 colheres de açúcar, 4 de sidra.. Por ai vai.

Não precisa nem tirar aquela pelinha da gema, use ela toda mesmo, sem medo.

Misture a gema com o açúcar e mexa bem, ate a mistura ficar levemente cremosa, um pouco mais clara e fofa.

Leve para cozinhar em banho maria, mexendo sempre!!! Começando a engrossar bem acrescente a sidra (ou a bebida que decidiu usar). Continue mexendo bem, tenha fé que logo engrossa.

Aos poucos (demora uns minutinhos, continue mexendo!) a mistura engrossa, assim que ficar bem cremoso retire do fogo.
Coloque gelo e/ou água gelada em uma outra travessa e coloque o pote do creme dentro, para esfriar um pouco. E continue mexendo ate as gemas pararem de cozinhar.

Fim.. esta pronto.

Coloque em taças de licor bem fofas, e sirva geladinho.

Sobremesa elegante para você se exibir para os amigos, namorada, sogra.. Oh.. Tudo de bom.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Pão de ló de morango e marshmalow de frutas vermelhas





Um bolo especial para uma menina especial no meu coração. Minha sobrinha e afilhada Júlia completou 5 anos  dia 14 de dezembro e como já nossa tradição familiar, ela se esforçou para imaginar um bolo bem diferente. Todo ano no aniversário dos meus sobrinhos eu dou a eles o bolo de presente, e o combinado é que eles podem pedir o bolo que quiserem, do sabor ou formato que quiserem, e eu preciso fazer exatamente como eles sonharam. Ate hoje tem dado certo... rs

A Ju pediu esse ano um bolo todo cor de rosa, massa e recheio. Por fora ela queria muitas cores, tudo muito de menina, e muito delicado tbm!!

Então fiz um pão de ló de morango, com recheio de brigadeiro branco e marshmalow de frutas vermelhas. Por fora, buttermilk de baunilha e muitas flores e borboletas de fondant de marshmalow.

A decoração ainda não ficou perfeita, mas levando em conta que só começo o curso de confeitaria em fevereiro.. Acho que estou no caminho certo!

Sobre o sabor do bolo, só digo o seguinte... Em 15 minutos não havia mais nem farelo para contar a história.

O bolo desapareceu, foi devorado em segundos!!! Isso por que havia menos de 25 pessoas na festa!!

Pão de ló de morango

Usei a mesma receita que já ensinei aqui, o pão de ló perfeito da Otávia! Aquela boleira maravilhosa.
A única diferença é que no lugar da água usei polpa de morango! Aquelas congeladas que compramos em supermercado. Esperei derreter e usei no bolo. Perfeição.

Para conferir a receita clique aqui em baixo:



Recheio:

Brigadeiro branco

2 latas de leite condensado
2 gemas
2 colheres rasas de manteiga

Misture bem o leite condensado com as gemas fora do fogo, acrescente a manteiga e ele ao fogo mexendo sempre, ate a manteiga derreter e o brigadeiro começar a soltar do fundo da panela.

Marshmalow de frutas vermelhas

200g de morango congelado
200g de framboesa congelada
3 claras
1e 1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de água
2 colheres de sobremesa de gelatina sem sabor.

Misture 1 xícara de açúcar com a água e as frutas (levemente picadas) e leve ao fogo ate formar uma calda levemente grossa.

Misture as claras com o restante do açúcar e leve ao fogo baixo ate aquecer as claras e o açúcar se dissolver, cuidado para não cozinhar as claras!!

Bata as claras na batedeira, ate ficar com consistência de clara em neve firme. Despeja aos poucos a calda de frutas (use a calda BEM quente) e continue batendo.

Hidrate a gelatina levemente em água, espere uns minutos e leve ao microondas por alguns segundo ate dissolver. Acrescente ao marshmalow.

Meu buttercreem não ficou perfeito, errei a quantidade de leite e quase perdi tudo, então não vou passar a receita ainda. Quando fizer uma receita perfeita, ai sim indico pra vcs ok?

De resto, façam com fé que o bolo fica divino mesmo!



sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Paella



Acho que não contei aqui sobre o curso de gastronomia básica que estou fazendo no senac... Com essa história de curso estou mais corrida do que nunca, tenho que fazer tudo o que posso do trabalho ate as 11h e depois correr pro curso! Não sobra muito tempo livre pra nada! Mas... O curso super vale a pena, é uma delícia! E as pessoas que tive o prazer de conhecer são queridas demais, inesquecíveis.
Vai ser triste terminar o curso semana que vem!

Essa semana tivemos aula apenas sobre peixes e frutos do mar, e uma das preparações foi Paella. A noite mostrei as fotos da aula para minha mãe e como no dia seguinte era aniversário dela, adivinhem o que ela me pediu para fazer? Pois é.. rs

Fiquei morrendo de medo, afinal eu tinha apenas observado o pessoal fazer, eu fiquei com outras receitas nesse dia. Mas sou corajosa e meti as caras, fui atrás dos ingredientes, recebi todo o apoio possível (mesmo gente... eles são incríveis, nota mil!) do pessoal do senac e fiz a paella! E foi um sucesso total!! Aeee ae aeee ae!!

Não tenham medo, parece mais difícil do que realmente é. É apenas trabalhosa, mas não é difícil! E se possível já comprem as lulas e o polvo limpos, você ganha pelo menos 1 hora fazendo isso, sem brincadeira!

Para o caldo, o ideal é preparar um caldo de peixe direitinho como vou ensinar. Mas como estava tudo muito absurdo de corrido, cozinhei apenas as cascas e patinhas do camarão e fiz um caldinho improvisado. Também deu certo, ninguem reparou na diferença de sabor. Mas como eu comi outra paella feita com um caldo mais encorpado, senti a diferença. Não que tenha ficado ruim! Longe disso, ficou deliciosa. Mas com um caldo mais completo claro que se ganha em sabor! Na pressa, acredito que um bom caldo de peixe pronto, de tablete, também quebre o galho!

Outro detalhe é sobre usar frango na paella!! Eu achei que o peito de frango só serviu para fazer volume no final. Não mudou em nada o sabor, não fez diferença nenhuma na textura.. Achei muito desnecessário. Então na minha troquei por cação. E sinceramente acho que saí ganhando na troca. Pode-se usar peito de frango em cubos, também já vi usarem coxa e sobrecoxa... Fica a seu critério. Mas eu acho que só enche linguiça.. rs

Paella

1kg de camarão rosa grande (metade limpo para usar na preparação e metade limpo mas inteiro (cabeça, patinhas, etc, para decorar)
1/2 kg de lulas
1 polvo médio
1/2 kg de mexilhão
1/2 kg de camarão médio limpo e sem casca
1/2kg de cação picado em cubos médios
500gr de arroz parboilizado
1 pct de tempero pronto para paella
1 litro de caldo para peixe
1 cebola média picada em pedaços miúdos


Caldo de peixe

-Cascas e patinhas de camarão
-Barbatanas, calda, pele de peixe.. Enfim, partes do peixe que você normalmente não usaria na preparação de um prato normal. Mas que não é nojento o suficiente pra jogar fora. Acho que também se usa a cabeça, mas  não tenho total certeza disso, dei uma viajada na aula e perdi esse detalhe.. rs
Segunda confirmo com o Chef e passo esse detalhe melhor.
- Cebolas picadas grandes
- Cenouras
- Salsão picado
Para os legumes use a proporção da seguinte forma: 50% de cebolas para 25% de cenouras e 25% de salsão.
Ervas para dar sabor - na aula usamos tomilho, salsinha, cebolinha e louro.

Quanto mais peixes e cascas você usar, mais encorpado e saboroso seu caldo irá ficar. Use bastante água e  deixe ferver bem, ate reduzir o caldo em aproximadamente 1/3 da quantidade.
Depois de pronto peneire tudo, descarte os sólidos e espere o líquido esfriar. Retire a camada de gordura que se forma na superfície e está pronto para usar!

Importante:

Recomendo fortemente preparar o caldo um dia antes, e se possível, limpar as lulas caso tenha comprado sem limpar, pré cozinhar e picar o polvo, limpar e branquear os camarões, tudo um dia antes!! Ou mesmo algumas boas horas antes dos convidados chegarem! Essa parte da preparação leva MUITO tempo e da trabalho. Além da sujeira básica... 


Preparando os ingredientes da paella:

Camarões:

Ferva água.

Para limpar os camarões, faça um corte nas costas deles e retire aquele fio preto que se encontra ali. Isso é o intestino dele! Nada legal preparar com tudo isso. E claro, quanto maior o camarão, maior a porcaria dentro dele... Metade dos camarões você irá usar com casca e com tudo dele, então é um pouco mais chato para limpar. Também comi bola nessa parte da aula e não vi como o pessoal limpou, mas eu limpei com uma agulha de croché! Com bastante cuidado meio que quebrei um pouco o pescoço do camarão (eca eca eca), coloquei a agulha nas costas dele e puxei a meleca toda pra fora (10 vzs eca). É... toda comida boa tem um preço...

Bom, camarões limpos reserve os que ficaram com casca e cabeça e os grandes sem casca nem patinhas e cabeça (deixei o rabinho, achei que ficaram bonitinhos assim).

Os camarões pequenos eram congelados, então foram branqueados! Atenção a essa parte, é algo que aprendi no curso (como todo o resto, dãr. Mas deram muita enfase a essa dica de branquear alimentos congelados, para não soltarem aquela água ruim).

Coloque os camarões em uma tigela ou bowl, e jogue água fervente por cima. Espere alguns minutos e escorra a água. Usei essa água pra preparar meu caldo de preguiçoso, mas não sei se é algo recomendado...

Feito isso, reserve esses camarões junto com os outros.

Lulas:

Depois de limpa, a lula fica separada em 2 partes. A parte bonitinha dos pezinhos dela e a parte do corpo, que parece um saquinho. A parte dos pés (eu sei que é ridículo chamar de pé, mas tentáculos me parece algo meio blé sei lá.. kkk da um nojo básico) não iremos mexer, vamos usá-la inteira.
A parte do corpo será fatiada em anéis. É só colocá-la deitada na tábua de corte e fatiar, sem mistério.

Polvo

Ferva bastante água, depois de fervida coloque o polvo para cozinhar por aproximadamente 10 minutos. Muito mais do que isso ele vai ficar duro! Então tome bastante cuidado!
Deu os 10 min tire da água!
Depois disso é só fatiar e pedaços médios, nem muito pequenos nem muito grandalhões.


Nossa cansei só de escrever.. Estão vendo.. Mais um incentivo para prepararem essa parte longa e chata antes!!! Minha salvação foi ter minha mãe e minha cunhada do meu lado, ajudando em TUDO! Sozinha acho que teríamos ido jantar a meia noite.. rs

Preparando a paella

Use uma frigideira própria para paella ou uma frigideira alta e grande.

Refogue a cebola em bastante azeite ate dourar, acrescente o cação picado.
Espere o cação tomar um pouco de cor, e acrescente as lulas e o polvo. Se for preciso coloque mais azeite.

Coloque os camarões limpos e refogue-os junto com os outros ingredientes, vá mexendo com carinho para não quebrar os peixes. Coloque os mexilhões. Polvilhe tudo com o tempero pronto de paella.

Acrescente o arroz, misture bem e depois acrescente o caldo de peixe (quente! Lembre-se que fizemos o caldo antes, direitinho como se deve.. rs Então aqueça-o antes de usar) por cima de tudo. Prove o caldo para conferir o sal, e se preciso coloque mais.

Espere ferver, abaixe o fogo, coloque os camarões grandes e com casca por cima de tudo, cubra a frigideira com papel alumínio. Confira ao longo do tempo, para ver se o caldo não secou antes do arroz ficar bem cozido, e acrescente mais caldo sempre que necessário. É interessante virar pelo menos 1 vez os camarões grandes, para que cozinhem por igual.

Não precisa cobrir os camarões grandes com água! Eles irão cozinhar no vapor que sairá da paella. Coloque água apenas ate cobrir o arroz.

Se seu fogão for pequeno é interessante usar 2 bocas e ir virando a panela, para que tudo cozinhe por igual.

Quando o arroz estiver cozido, está pronto.

Serve entre 10 a 12 pessoas. Sucesso total!











domingo, 4 de dezembro de 2011

Mini tortinhas



Eu sou um pouco problemática para escolher entre uma ou outra sobremesa, sou o tipo irritante de pessoa que você leva para jantar e ela passa o jantar inteiro tentando decidir que sobremesa vai pedir no final. O tipo irritante de pessoa que decide e muda de ideia dez vezes, e depois ainda fica comendo a sua sobremesa também, pra provar...

Ter consciência dos próprios defeitos é bom não oras.. Auto conhecimento! hehehe

Em casa a coisa não fica atrás, e passo um pequeno tormento decidindo o que cozinhar. Esse final de semana decidi ser boazinha comigo mesma e fazer 3 tipos diferentes, em porção pequena! É a solução perfeita para os irritantes librianos!

Para a massa usei massa de biscoito, queria algo diferente e com mais sabor do que as massas comuns de torta.


Biscoito para a base

200 gr de manteiga sem sal amolecida
200gr de açúcar
1 ovo levemente batido
400gr de farinha de trigo
Sementes de baunilha para dar sabor, você também pode usar essência ou raspas de limão ou laranja.

Bata a manteiga com o açúcar e a baunilha ate formar um creme macio. Adicione o ovo e bata novamente para homogeneizar. Batendo em velocidade baixa, acrescente a farinha trigo aos poucos, se estiver usando uma batedeira comum nesse momento é mais interessante sovar com as mãos. Na planetária use o batedor tipo raquete.
Forme uma bola com a massa, enrole em papel filme e leve para gelar por pelo menos 1 hora.

Após esse tempo, abra a massa e corte círculos com a ajuda de um copo ou cortador. Cubra uma forminha pequena com a massa e leve para assar ate que as bordas fiquem douradas.

Com essa massa você pode cortar qualquer tipo de biscoito, ela é MUITO gostosa e prática.

Creme de confeiteiro

2 copos de leite
2 gemas
1 colher de sobremesa de açúcar de baunilha
1 colher de sopa cheia de amido de milho
2 colheres de açúcar

Misture bem todos os ingredientes (antes passe as gemas por uma peneira para retirar a película grossa dela) e leve ao fogo ate engrossar.
Açúcar de baunilha é um pozinho que se compra em casas para produtos de boleiro, ele deixa o creme coma quele sabor de creme de padaria! Se preferir, use baunilha, açúcar com baunilha (o original, com as favas) ou essência, ou outro sabor a sua escolha!

Ganache 

1 tablete de chocolate 50% cacau
1 xícara de creme de leite fresco

Derreta o chocolate e misture ao creme de leite.

Falso cheese cake

1 xícara de creme de leite fresco
1/2 pote de creem cheese ligth
raspas de baunilha
1 colher de sobremesa rasa de gelatina sem sabor
2 colheres de açúcar

Hidrate a gelatina com um pouco de água morna.
Bata o creem cheese com o açúcar.
Bata o creme de leite em ponto de chantily.

Aqueça a gelatina no microondas por uns segundos, misture ao creem cheese. Incorpore com cuidado o chantily.


Montagem:

Para a tortinha de chocolate, apenas cobri com o ganache e decorei com uma cereja. Sem mistério nenhum.. rs

Para a tortinha de cheese cake, coloque o creme na tortinha e cubra com geléia de sua preferencia, dissolvida em um pouco de água.

Para a tortinha de frutas, coloque o creme de confeiteiro e por cima frutas da estação picadinhas.

Moleza não?! A única parte demoradinha é a massa, mas eu sempre tenho massa de biscoito pronta na geladeira! Sou uma tia prevenida! \o/

domingo, 27 de novembro de 2011

Fondant de Marshmalow


Será que existe alguem no mundo que não goste de marshmalow? Acho difícil...

Em compensação é simples encontrar quem abomine pasta americana, aquela massa durinha de cobrir bolo. Sem gosto, doce demais, dura demais, sem graça demais.. Blé total.

Deixa tudo lindo claro. Mas o sabor.. Nhé...

Imagine agora uma pasta fácil de trabalhar como pasta americana, fácil de fazer e gostosa de comer, com sabor de marshmalow? Tudo de bom não?

Para fazer é uma perfeição de Deus. Coloque um punhado de marshmalows (daqueles prontos de derreter na lareira) em uma travessa refratária, coloque um pouquinho de água e leve ao microondas por 10 segundos, retire e mexa, coloque mais 10 segundos.. E assim por diante ate derreter todo o marshmalow.

Vira uma melequinha básica, da vontade de comer de colherzinha.. rs

Coloque o corante que quiser (caso queira colorido), dando preferência para os corantes em gel. Misture bem para homogeneizar a cor, e coloque açúcar de confeiteiro aos poucos conforme mexe com uma colher.
Coloque açúcar ate formar uma pasta igualzinha massinha de modelar!

Conforme se coloca o açúcar fica mais complicadinho mexer, nesse momento misture com as mãos mesmo.

Sem segredo, sem dificuldade, super simples mesmo! E la la la, funciona que é uma beleza para cobrir bolo.


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Raviolli de pato com purê de maçã


Antes de mais nada, um pedido de desculpas... O nome correto da receita deveria ser "Raviolli de não pato".

Na verdade usei peru, e nem sequer usei peito de peru, usei coxa mesmo. Provei essa receita no restaurante Ráscal, com pato mesmo. E é uma delícia! Perfeito.

Mas... Era último dia de feriado prolongado, mais de 20h e achei que seria impossível encontrar pato numa situação como essa. E então programei meu cérebro para comprar alguma parte barata e gostosa de peru, já que pato tem a carne escura seria muito perdedor usar frango... E no fim não é que tinha pato no supermercado?!!

Mas claro que peito de pato era o dobro do preço de coxa de peru, então não me dei ao trabalho de reprogramar o cérebro...

Para preparar o recheio retirei a carne do osso (uma tarefa no mínimo bizarra admito, coxa de peru tem umas cartilagens estranhas que lembram espinhos sabia? Creepy...), passei no processador e pronto. Em minutos consegui minha carne de não pato.

Refoguei a carne com um pouco de cebola, alho poró bem picadinho, azeite, sal e pimenta do reino.

O purê de maçã é ainda mais fácil de preparar... Usei duas maçãs descascadas e picadas, 1/4 de copo de água e 1 colher de sobremesa de mel, fogo ate cozinhar e depois mixer. Moleza.



A massa fiz em casa, bem de olho mas tenho aqui no blog em algum lugar (viva o gadget de pesquisa). Usei um pouco menos de 500g de farinha para 4 ou 5 ovos.. Um pingo de água para facilitar dar o ponto, sal e muito esforço para misturar tudo... Passar a massa no cilindro, ate conseguir uma massa fina, mas não tanto, para evitar que o raviolli rasgue.

Montei meu raviolli com toda a paciência que um final de feriado permite e a pressa da fome de quem só comeu porcarias o dia todo. O que resultou em raviollis enormes e com pouco recheio. Dammit...
Mesmo assim, deliciosos. E a massa bem saborosa disfarçou legal o recheio mal distribuído.

É uma alternativa legal para o cansativo peru assado de todo natal. Temos uma receita de peru, levemente agridoce, que pode ser preparada com antecedência, não é cara e o resultado engana bem como algo elegante. Não é perfeito para o natal?!

Como molho, manteiga derretida com sálvia. Mais preguiçoso impossível. Porem combina perfeitamente.


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Bolo de chocolate perfeito



O que comentar sobre esse bolo gente... Façam, só digo isso... É realmente perfeito.
Do tipo que da ate raiva, daqueles que você come ate passar mal e sem culpa.

Peguei a receita do blog La Cuccineta, AMO esse blog. Mas eu sou "eu demais" para seguir a risca as porções e indicações perfeitas que as receitas desse blog pedem. Mas, o santo dos gordinhos malcriados me favorece e por milagre minhas adaptações sempre funcionam!

Então podem fazer sem medo. Não usei chocolate 50% cacau, nem açúcar cristal, troquei essência de baunilha por extrato que é assim, um milhão de vezes melhor.. Pequenas mudanças nas quantidades e só.

Tenham sangue frio e usem a maionese que a receita pede. JURO que não fica gosto de maionese, nem nojento e nem nada do tipo. Pensem que maionese é puro óleo e gemas.. Nada tão ecat.

Recado básico para meu cunhado e a linda da Carol, amada dele.. Desculpem queridos.. Realmente vai maionese na receita, mas vocês gostaram tanto do bolo que fiquei com peninha de estragar a festa admitindo isso! :*



A receita original usa um mousse de chocolate branco no recheio, eu preferi usar um ganache de nutella e crocante de amêndoas. Para agradar o maridão.

Bolo de chocolate perfeito


1 1/2 xícara de farinha de trigo
2/3 xícara de cacau em pó
1 1/2 colher (chá) bicarbonato de sódio
3/4 colher (chá) fermento
3/4 colher (chá) de sal
1/3 colher (chá) canela em pó
50g de chocolate amargo (suspeito que coloquei o dobro, minha balança de cozinha é ligeiramente doida)
2/3 xícara de leite integral
2/3 + 1/6 de xícara de café espresso quente (jura que alguem segue essas medidas a risca? Gente... Coloquei pouco menos de 1 xícara de chá. Sem mistério...)
1 ovo grande
2/3 xícara de maionese (coragem, funciona eu juro)
1 colher chá de essência de baunilha (uso extrato natural)
1 1/2 xícara de açúcar cristal (usei meia de demerara e 1 uma de refinado)


Peneire e misture os ingredientes secos.

Ferva o leite, acrescente o chocolate picado e o cafe. Misture ate derreter o chocolate.

Bater na batedeira o ovo, a maionese e a baunilha. Acrescente o açúcar aos poucos.

Continue batendo e coloque alternadamente os secos e o leite com café e chocolate.

Forma untada com manteiga, forrada com papel manteiga, também unte o papel com manteiga.
Forno por 28 minutos (?), usem um palitinho sem medo para conferir o ponto. Saindo sequinho esta pronto.

Para montar o bolo em camadas usei 2 formas pequenas para assar o bolo.

Ganache de nutella

500grs de chocolate meio amargo
1 lata de creme de leite
4 colheres gordas de nutella

Derreta o chocolate.
Aqueça o creme de leite e misture a nutella.

Misture o creme de leite com o chocolate. Difícil assim.. : )

Crocante de amêndoas

2 xícaras de açúcar
1 xícara de amêndoas picadas

Derreta o açúcar formando um caramelo, acrescente as amêndoas. Coloque sobre uma superfície plana (tábua de cortar carne, pia, etc..) espere esfriar bem.

Bata no processador ate quebrar bem. Também é possível quebrar em um socador (pilão) ou colocar em um saco e bater com alguma coisa... A ideia é quebrar bem para formar o crocante.

Pra montar recheie com o ganache, espalhe o crocante por cima, coloque o segundo disco de massa. Cubra com o restante do ganache e coloque mais um pouco de crocante por cima para decorar.


Delicioso e nem tão difícil assim de fazer. Vale a pena!


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Lazy chocolate cake!




Eu sempre digo que qualquer pessoa é capaz de qualquer coisa. Como naquela frase famosa, "não sabendo que era impossível simplesmente fez".

Qualquer pessoa pode preparar uma festa linda, um jantar maravilhoso, um doce perfeito e por que não um bolo de chocolate perfeito?

Algo interessante de comentar é que o bolo de chocolate perfeito é como um amor. O seu amor pode ser perfeito para você, mas com certeza outras pessoas o acham feio, gordo, magro, chato, ou o que for. Cada um tem um olhar diferente para as coisas, e o meu amor perfeito com certeza é diferente do amor perfeito de outra pessoa! E claro, não há nenhum problema nisso.

Testei uma receita a uns meses atrás de um bolo que vi num blog, e a autora dizia que era o bolo de chocolate perfeito. Corri testar a receita na mesma hora, doida de curiosidade. E DETESTEI o bolo! Não conseguia nem mastigar de tão ruim que achei.

Então esse bolo que vou postar hoje pode ser horroroso para alguns. E perfeito para outros... Recomendo testar, é a coisa mais simples do mundo preparar. O tipo de bolo perfeito para fazer com as crianças ou com o lindo no final de semana, entre um filminho e uma soneca. Vai que esse é o seu bolo perfeito!

Já havia visto diversas receitas parecidas, mas a do blog Palatável foi a mais convincente e simples de todas. E me apaixonei pela receita e pelo blog. Vale conhecer! O Marcel chama esse bolo de "bolo de chocolate para idiotas", pela facilidade do preparo. E nisso acho que vale a mesma regra para o melhor bolo e tals, o que é simples para um pode ser difícil para outro... Mas eu concordo com ele, é simples de preparar e vale muito a pena.


Claro que mudei um pouco a receita, nunca tenho a quantidade certa de todos os ingredientes em casa. Não importa quantas idas ao supermercado eu faça, chocolate, manteiga e ovos desaparecem da minha geladeira. Vou por a receita do Marcel direitinha, no meu só diminui os ingredientes por não ter a quantidade correta de chocolate em casa.

Bolo de chocolate para idiotas ou preguiçosos 

290g de chocolate meio amargo (usei amargo)
200g de manteiga sem sal

Derreta a manteiga com o chocolate em banho maria. Se for usar o microondas, derreta primeiro o chocolate, depois a manteiga e só então misture os 2. Ou use o calor do chocolate para derreter a manteiga, também funciona.

5 ovos
1 xícara de açúcar

Misture bem e incorpore com carinho na mistura de chocolate e manteiga.

Unte uma forma com manteiga e chocolate em pó (recomendo usar papel manteiga, penei para tirar o meu da forma!), coloque a massa e leve ao forno em banho maria por 1 hora ou mais.
O ponto certo é quando as beiradas estão crescidas e sequinhas mas o interior mais está cremoso.

Coloque um pedaço de papel manteiga sobre o bolo, para que ele não doure demais e atrapalhe o preparo.




Agora um detalhe divertido.. O bolo é tão para idiotas que mesmo que você faça uma babaquice, ainda assim ele funciona.
Eu fiz correndo, estava no meio de um filme quando deu a vontade louca por bolo de chocolate.
E claro, fiz babaquice. Esqueci completamente de por em banho maria!
Resultado, assou mais rápido que o esperado. E só, de resto ficou perfeito igual.
Talvez por isso tenha sido chato de tirar da forma... Vai saber.

Outro detalhe, no meu acrescentei uma farofinha de amêndoas, castanha do pará e nozes. Ficou perfeito! Bom demais!!!

Se deixado na geladeira ele fica firme, em temperatura ambiente continua cremoso. Prefiro assim cremoso.



Frango ao molho de alho poró, mostarda e vinho



A receita original é do lindo do Jamie Oliver, mas ainda não encontrei mostarda em pó e nem outros detalhes que ele usa na receita. Então adaptei! E ficou muito bom!!
Usei mostarda em grãos e triturei para temperar o frango, quando preparei não sabia nada de mostarda nem havia pesquisado nada. Dias depois o maridão descobriu que colocando um pouco de vinagre os grãos de mostarda se quebram melhor, liberam todo seu aroma e sabor e forma uma pasta cremosa e picante. Delícia.

Então recomendo que ou usem uma boa mostarda ou se forem usar mostarda em grãos, coloquem um pouco de vinagre para formar uma pasta. Vale a pena.

Para acompanhar usei arroz integral da marca Raris, é uma mistura de arroz integral e grãos. Bem divertido, adoro essa mistura de texturas.



Frango ao molho de alho poró, mostarda e vinho

1 peito de frango sem osso nem pele
meio alho poró picado
grãos de mostarda triturados
mostarda escura
1 dose de vinho branco seco
sal e pimenta a gosto

Faça 2 filés grandes com o peito de frango. Comprando sem pele nem osso, é só separar as duas "bandas" do peito. Sem mistério.
Faça alguns cortes transversais em cima para penetrar melhor o tempero.

Coloque o sal, a pimenta e as mostardas. Deixe descansar por meia hora.

Aqueça bem uma frigideira de fundo grosso e frite o filé de frango em azeite. Coloque os dois pedaços ao mesmo tempo, espere fritar bem de um lado e então vire para fritar do outro.
Num cantinho da frigideira, refogue o alho poró. Acrescente um pouco a mais de sal e mostarda para temperar o alho poró.

Misture o frango ao alho poró e acrescente o vinho branco. Deixe ferver um pouco para reduzir o caldo.

Retire do fogo, aproveite os cortes do filé para cortá-lo em tiras grossinhas.

Fim.. Facílimo!!! Perfeito para um domingo preguiçoso. Comida boa e quase sem trabalho ou sujeira.



O arroz não tem mistério tbm, água quente + arroz + fogo baixo por 30 min. \o/

Só não vale dizer para as visitas que o arroz é uma mistura sua de grãos integrais. Que você compra separadinho e prepara em casa. Isso é feio viu? Todo mundo tem acesso a supermercado e pode ver o Raris na prateleira.

Acreditam que já tentaram aplicar esse golpe em mim?

Sempre que eu preparo esse arroz eu fico rindo por dentro lembrando do papelão da pessoa! hahahaha Triste!



sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Bolo formigueiro

Receita sem foto! Fiz esse bolo para o lindo levar de lanche na pós, para comer com o pessoal.

Nunca falo muito sobre o marido né? Ele é psicólogo e esse ano começou uma pós na Santa Casa aqui em Sp, Psicologia Antroposófica. E admito, sou apaixonada pela pós dele. Fico esperando ele voltar das aulas para me contar sobre o que foi a aula e fico admirada com o progresso dele como psicólogo. Para quem não conhece nada sobre antroposofia recomendo jogar no google e conhecer um pouco mais. É simplesmente incrível.

Aqui em casa tem sido quase uma reforma cultural e de hábitos, o Daniel estuda sobre a antroposofia a anos, mas só agora estamos realmente "vivenciando" a antroposofia.

Bom, devido a esse meu super apoio a escolha profissional do maridão, sempre me cobro para enviar um lanchinho para o pessoal da sala dele. Mas sempre acabo me perdendo nos meus horários e não consigo fazer nada a tempo.

Hoje fiz rapidinho um bolo caseirinho mesmo, só para não adiar mais o carinho para a turma dele. E parece que fez sucesso!

Como ele estava realmente com pressa não deu tempo de tirar foto do bolo!! hehehe
Outro dia faço e tiro foto. Prometo.

Receitinha de vó, sem grandes mistérios. A única coisa extra foi usar essência de baunilha natural, que admito é um upgrade nota 10, e que não existia na época da minha vó!

Bolo formigueiro

3 gemas
1 colher de sopa bem cheia de manteiga
1 1/2 xícara de açúcar
1 colher de sopa de essência de baunilha

Bater na batedeira ate ficar branquinho e cremoso.

1 copo de leite
2 xícaras de farinha de trigo

Acrescente aos poucos, alternando leite e farinha.

Bata 3 claras em neve.

1 colher de sopa de fermento em pó

Misture a massa com a clara em neve e o fermento. Acrescente com cuidado:


1 xícara de granulado de chocolate
1/2 xícara de coco ralado (hidratado em água com açúcar)

Leve ao forno por 30 min ou ate dourar e ficar sequinho.

E não deixem de pesquisar sobre antroposofia. Vale a pena! :*



Pudim de tapioca com coco queimado

Foto de celular.. Mimimi minha máquina quebrou! snif

Gente que blog abandonado! Credo!
Vou recompensa-los com essa receita de pudim, espero que ela sirva para obter o perdão por abandonar o blog por tanto tempo! Vida corrida, sabem cumé..

Sem brincadeira, esse foi o melhor pudim que já provei na vida. Delicioso! Para quem gosta de pudim, vale super a pena. Fiz uma versão sem coco e com whisky para o bonito do marido que odeia coco. Ficou bom, mas não chega aos pés da versão original.

O criador desse receita divina é o chef Rodrigo Oliveira e a receita saiu na revista Lola, na coluna da Rita Lobo do blog e livro Panelinha. Show de bola gente, recomendo a receita, a revista, o blog da Rita, tudo nota 10.

Receita demorada, mas vale a pena a espera.

Pudim:
- 1/3 xícara (chá) de tapioca granulada
- 1 1/2 xícara (chá) de creme de leite fresco
- 200ml de leite de coco
- 1/2 xícara (chá) de leite
- 1 lata de leite condensado
- 2 ovos
- 2 gemas
Calda da fôrma:
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 1/3 xícara (chá) de água
Calda de coco queimado:
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 1/3 xícara (chá) de leite de coco
- 1/3 xícara (chá) de água
- 2 anises-estrelados
Crocante de coco:
- 1 xícara (chá) de coco fresco ralado
Pudim:
Numa tigela grande, coloque a tapioca para hidratar com o creme de leite e o leite de coco. Deixe na geladeira por 2 horas, mexendo a cada meia hora. Retire da geladeira. Faça a calda da fôrma: numa panela, leve o açúcar ao fogo baixo, até derreter e virar um caramelo. Aos poucos, junte a água e deixe ferver até que a calda fique uniforme. Transfira para uma fôrma de pudim média e, com cuidado para não se queimar, segure com um pano de prato e gire para cobrir o fundo e as laterais. Se precisar use a colher de pau para espalhar. Reserve. Preaqueça o forno a 150ºC. Leve ao fogo médio uma panelinha com água, que será uada para banho-maria. Numa tigela, misture com um garfo os ovos, as gemas, o leite, o leite condensado. Passando por uma peneira, junte a mistura de tapioca. Mexa bem e transfira para a fôrma preparada. Coloque uma assadeira retangular no forno, regue com a água fervente e coloque a fôrma de pudim dentro dela para assar em banho-maria por 1h30. Retire, deixe esfriar e leve à geladeira. Na hora de desenformar, passe a fôrma pela chama do fogão para amolecer a calda e soltar o pudim.
Calda de coco queimado:
Numa panela, leve o açúcar ao fogo baixo até caramelizar. Se precisar mexer para não queimar, gire a panela - não mexa com a colher. Quando estiver dourado, mesmo que nem todo açúcar tenha caramelizado, junte os anises, a água e o leite de coco. Cozinhe por cerca de 5 minutos em fogo baixo, até ficar uniforme e a calda engrossar. Para o crocante, comece preaquecendo o forno a 150ºC. Espalhe o coco ralado numa assadeira forrada com papel-manteiga e deixe assar por cerca de 30 minutos, mexendo sempre até dourar. Vire o pudim num prato de bolo, regue com a calda ainda quentinha e polvilhe o crocante de coco.

Um comentário importante, a receita original pedia se não me engano 40 minutos de forno, a Rita aconselha 1h30 em forno comum, desses que temos em casa. 
Mas... Meu forno aqui de casa é uma fornalha. Em 40 minutos estava perfeito. Então fiquem atentos ao pudim, ele tem que ficar firme e espetando um palitinho ele sai quase sequinho. Acho que se eu tivesse deixado mais tempo no forno meu pudim teria ficado ainda mais firme, mas eu adorei o meio ligeiramente mais cremoso que as beiradas, achei que deu um charme especial. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pizza frita



O que dizer da pizza frita da minha mãe... Reza a lenda que minha avó aprendeu a receita na Pizzaria do Bruno, famosa e deliciosa pizzaria da Freguesia do Ó em sp. Alí no largo da matriz, onde meus bisavós, avós e     depois minha mãe e meu tio tiveram suas primeiras bebedeiras.

É a pizza frita que todos meus amigos de infância e adolescência lembram com lágrimas nos olhos. Sem exageros. E minha mãe ainda preparava no fogão a lenha. Não é de chorar?

A receita é fácil, qualquer tanso consegue fazer eu juro. Fiz com meus dois sobrinhos em casa, com a bancada da cozinha cheia de massinha de modelar e com a cachorra feito doida mordendo nossos tornozelos, deu tudo certo.

O pulo do gato é usar uma bebida na receita. Pinga resolve, mas cachaça ou vinho branco dão um sabor mais glamouroso.

Pizza frita


1/2 kg farinha
1 copo água morna
2 dedos copo pinga
3 dedos óleo
sal
1 tablete fermento

Misture todos os ingrediente menos a farinha. Acrescente a farinha aos poucos enquanto mexe bem, sove ligeiramente para misturar bem os ingredientes. A massa fica bem elástica e desgruda das mãos.

Faça 5 bolas e deixe crescer.

Depois de uns 20 minutos ou meia hora é só abrir a massa.

Coloque na frigideira ou na assadeira de pizza um fio de azeite. Coloque a massa ja aberta.
Passe molho de tomate, recheie como quiser. Leve ao fogo! Na boca do fogão mesmo, não no forno.
Fogo de médio para baixo, é legal deixar a tampa fechada para derreter bem o queijo.

E só isso. Simples não é?!



segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sukiaki



Sabe quando você acorda e pensa "eu preciso comer xis comida"  e enquanto você não come a tal comida xis vc não fica satisfeito? Mais alguem é assim?

Bom, eu sou... E acordei enlouquecida precisando de sukiaki.. rs Não, eu não estou prenha. Juro. Sempre fui assim lariquenta.

Olhei umas fotos na net, umas receitas.. Fui para o supermercado faminta (já era mais de 14h e eu sem almoçar) , comprei os ingredientes meio no olho.. Corri pra casa e fiz tudo intuitivamente, salivando e rezando pra tudo cozinhar rápido! rs
Então as quantidades não estão exatas, e cada um pode modificar conforme seu gosto sem medo de ser feliz.

Não sei vocês mas eu já me sinto meio incompetente quando leio receitas ultra detalhadas, algo como 100,74 gramas.. Calda em ponto de bala mole.. Gente eu sempre tenho medo da coisa toda explodir se eu não deixar o tal ponto de bala mole que só jesus sabe o que é... Enfim né... Cala a boca ana!

Sukiaki

1 cenoura picada (pique do jeito que você achar mais bonito ou mais rápido, sem drama)
1 punhado de cogumelo paris fresco (usei o mais barato gente, se quiserem outro mandem ver)
1 prato de alguma carne macia cortada em bifes fininhos, usei baby beef ( também estava barato! kkk a turca)
1 prato de qualquer outra carne cortada macia, usei bisteca gente, era o que eu tinha em casa. Mas meu desejo era colocar camarão. Mas né, Daniel não come.. ¬¬
Também é possível fazer vegetariano! Não me convidem, eu acho meio brochante. Mas fica bom também. Eu que sinto falta de carne com esse prato.

1/2 cebola
1/2 alho poró picado grosso (receitas japas não vai isso viu? mas eu amo então coloquei)
Brócolis e couve flor picadinhos
Macarrão de batata, aquele oriental que vem num saquinho com um líquido dentro. (não tinha no  mercado e usei macarrão para yakissoba! Deu certinho! \o/)

Em uma frigideira bem grande, refogue a carne levemente em manteiga. Eu refoguei primeiro as fatias de bisteca e deixei fritar bem, por que né, porco e coisa e tals. Depois deixei o porquinho num canto e refoguei levemente a carne.

Coloque as carnes em um canto da frigideira. Acrescente os outros ingredientes colocando de uma forma bonita na frigideira, não misture a lá Familia Feliz, deixe tudo bonito... Tente pelo menos!
É só não misturar tudo, coloque num canto a cenoura, no outro a carne, no outro o brócolis, por ai vai... : )



O macarrão que eu usei exigia que ele fosse pré cozido, então cozinhei o macarrão por uns 3 minutos (o pacote pedia 6 min). Depois coloquei junto com os legumes da melhor forma que minha parca coordenação motora permitiu.



Regue tudo com o molho e deixe cozinhar. Mexa levemente de vez em quando.


Molho:

um pouco de vinagre balsâmico (muitas receitas pedem saque, claro que uma recem casada dura não tem isso em casa, então coloquei o balsâmico e tudo certo)
shoyo
óleo de gergelin
água
amido de milho (uma colher de sopa mazomenos)
pimenta oriental (é um óleo super apimentado, da pra trocar por qualquer pimentinha amiga que você goste)
tempero completo ( fuuuuu)

Misture tudo!


E morra de tanto comer. Ou não..

Por que não dancei

http://porquenaodancei.blogspot.com/



Em 2008  trabalhava com alfabetização de jovens e adultos, minha sala era no porão de uma igreja de um bairro super carente. E eu e meus alunos tínhamos um caso de amor, serio! Era uma cumplicidade incrível, pessoas de 18 a 70 anos super humildes e queridas ao extremo.

Uma noite durante a aula meu pai me ligou, pedindo para que eu parasse um pouco e fizesse uma prece por uma prima de sei lá, terceiro grau, que havia sofrido um acidente serio e estava em coma e com um risco real de perder a vida. Minha avó tinha ligado pra ele contando e todos na família estavam em oração.

Contei para meus alunos da situação e todos os 20 alunos pararam a aula e em silencio cada um fez uma prece para ela, pedindo a Deus que ela se recuperasse e que tivesse forças para passar por tudo aquilo. E o resto dos meses daquele ano, eles sempre me perguntavam da Marcela, diziam que ela estava sempre nas orações deles.

Ela sobreviveu, com algumas sequelas bem serias, mas sobreviveu. Eu sai daquele emprego, segui minha vida, passei por momentos pessoais intensos e fui esquecendo da prima distante. Vez ou outra recebíamos alguma notícia esparsa e imaginávamos que "estava tudo correndo bem".

Eis que esses dias vejo pelo facebook um primo divulgando um blog e veja só, é o blog da Marcela!
Graças a internet finalmente pude acompanhar o dia a dia real de uma sobrevivente. De uma guerreira mesmo!

É diferente você ouvir uma notícia ou outra, estando longe ouvir um simples "ela esta bem, se recuperando" já  basta. Mas quando estamos próximos acompanhando a luta real e diária vemos o quanto o processo é mais longo e penoso do que nossa ingenuidade queria acreditar.

A reabilitação é possível, mas o processo é  árduo e o pior, caro. Então meus lindos, ajudem a divulgar. Quem tiver condição dê um apoio financeiro, quem não puder indique para os amigos. E não deixem de acompanhar essa saga, a Marcela tem muito a nos ensinar sobre força de vontade, otimismo e resiliência.

Conto com vocês!


E Marcela, espero que logo possamos dançar juntas numa baladinha por ai! E finalmente nos conhecermos pessoalmente né? Olha que vergonha.. rs

:***

domingo, 17 de julho de 2011

Macarrão com frutos do mar


Tentei fazer meu prato predileto no meu aniversário. Mas fui preguiçosa demais e não fiz com cuidado... Então ficou bom, mas não ficou perfeito.
Mas né, matou um pouco a vontade. E o melhor, levei 15 min para preparar!

Comprei um pacote pronto de mix de frutos do mar para paella, refoguei com um pouquinho de alho amassado, misturei com tomate pelado e picado (enlatado! eu avisei que era receita de preguiçoso...), meio caldo de legumes, um pouco de shoyu, um pouco de sal, um pouco de vinho branco e pronto.

Tará!! Almoço de aniversário com meu prato predileto. \o/

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Sopa de abóbora, cenoura e gengibre

Um dos motivos de não estar postando tanto no blog é que estou já a um tempo cuidando com a alimentação, e não sei para quem acompanha o blog é interessante ver tantas sopas, legumes cozidos no vapor e peixes...

Mas essa sopa laranja ficou muito gostosa mesmo, e apesar de ser meio feio de fotografar vale a pena ensinar a fazê-la.

A abóbora é docinha e o gengibre dá um toque picante bem legal. Perfeita para esse friozinho (e para a gripe que tomou conta do meu corpo.. snif).

Usei 1 prato fundo cheio de abóbora picada, com casca. 2 cenouras médias picadas grosseiramente e um pedaço de cerca de 2cm de gengibre descascado e picado grosso. Um pouco de cebola, alho e salsinha.
Coloquei tudo na panela de pressão com um caldo de legumes (sim eu uso isso no dia a dia! Sem tempo para caldos de verdade, infelizmente).

Cozinhei por cerca de 15 min, retirei da pressão separei o gengibre e bati no liquidificador metade dos legumes. A outra metade amassei levemente com um garfo.
Piquei o gengibre em pedacinhos menores e misturei tudo.

Pronto. Bem quentinha, leve, cheia de zinco e vitamina A. Delícia!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Torta mousse de chocolate e menta

Rende bem 2 tortas médias ou 1 grandona


Olhem, pelo tanto de experiências que eu faço um dia explodo minha cozinha viu?
Mas tem dado certo ate agora, então né, vamos que vamos.

Essa torta foi sutilmente modificada por mim, a receita original é muito gourmet e delicada pro meu gosto, ou falta de gosto talvez..
O caso é que achei legal intensificar o sabor da torta, e mesmo assim ainda achei que ela ficou sutil demais. Colocaria mais açúcar na massa e pedacinhos de chocolate picado no mousse.  Mas ficou bem boa!

Super levinha, é tipo comer nuvem! Se nuvem fosse verde.. E tivesse gosto de menta... E muitas calórias.. Mas enfim né...

Mousse de menta

2 xícaras de leite
1 xícara de folhas de hortelã frescas
1 1/4 de xícara de açúcar
1/2 pacote de gelatina sem sabor (cerca de 15 gr mais ou menos, pode por mais se tiver medo de ficar mole)
6 gemas
6 colheres de licor de menta
2 xícaras de creme de leite fresco batido em ponto de chantily bem firme
4 colheres de café de essência de menta

Ferva o leite com metade do açúcar e a hortelã. Devo avisar que essa parte da receita é altamente inútil, mas você se sente meio Nigella gourmet enquanto ferve o leite com a hortelã. Mas no sabor final não muda porcaria nenhuma. Então se você não precisa massagear seu ego culinário, pode pular essa etapa sem medo.

Enquanto isso, coloque meia xícara de água na gelatina para hidratá-la. Reserve.

Retire as folhas de hortelã do leite, junte ao leite as gemas e o restante do açúcar. Leve ao fogo ate engrossar levemente, formando um creme.
Assim que engrossar retire do fogo, esse creme talha fácil. É bom não dar bobeira.

Com o creme ainda quente, misture a gelatina e mexa bem. Acrescente o licor e a essência de menta. Quando esfriar, misture ao creme de leite batido.


Massa

10 claras
2/3 de xícara de açúcar de confeiteiro  (eu colocaria mais)
12 gemas
1 xícara de cacau em pó

Bata as claras com o açúcar ate ficar bem firme. Junte as gemas e o cacau, mexa com cuidado ate ficar uniforme.

Eu usei 2 formas pequenas, e ainda sobrou massa para 4 forminhas pequenas. Rende o suficiente para uma assadeira grande, então o tipo da forma fica por conta da necessidade de vocês.

Forno bem quente e assadeira untada e com papel manteiga.
Assa bem e depois da uma boa murchada, sem estresse! Não assustem!

Montagem

Para montar fiz de 2 formas diferentes e as duas deram super certo, então na próxima farei a que da menos trabalho.

Jeito chatinho: Na mesma forma que usou para a assar a massa (ou uma igual claro), cubra bem com papel filme, passa um pouquinho de óleo e coloque o mousse. Leve ao frezzer ate ficar bem firme.
Desenforme e coloque sobre a massa.

Jeito fácil: Coloque o mousse um pouco na geladeira, ate que ele ficar firme. Coloque colheradas do mousse em cima da torta, alise a superfície com uma colher.

Coloque raspas de chocolate por cima e decore com hortelã fresca. \o/
Delícia não?

Juro que não é tão difícil quanto parece, e a perspectiva de comer nuvem sabor menta vale a pena o trabalho.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Bolo de beterraba

Não é minha receita nem meu vídeo, nem sei se funciona mesmo por que nem testei! rs

Mas o vídeo é lindo! E merece ser visto.



beet cake from tiger in a jar on Vimeo.

sábado, 25 de junho de 2011

Torta Bolo de morango e gelatina



Dúvida que não quer calar: É torta ou bolo?

Para mim isso é bolo, mas procurando receitas só encontrei quando procurei por torta. Mas enfim...

Não sei se já comentei com vocês o quanto eu adoro mimar meus amigos, e hoje é aniversário de um amigo muito querido, o Hugo. E ano passado ele me deu um presente tão legal, queria recompensar.
E eu sei que minha amiga Andreia adora essta torta/bolo de gelatina. Então juntei as duas oportunidades e fiz esse bolo de aniversário para o Hugo!

Estou com um pouco de receio quanto ao chantily, descobri esses dias que a Andreia não é muito fã desse doce. Mas eu precisava por, para o recheio ficar mais firme. Pensei ate em trocar por creme de confeiteiro, mas achei que não fosse ficar tão leve.
Vamos torcer para agradar gregos e troianos!

A receita é simples, pão de ló, recheio de morango com chantily e cobertura de gelatina de morango com morangos.

Usei a receita básica de pão de ló, que já ensinei aqui. Essa receita rende muito, então fiz três bolos. Um usei nessa torta e os outros dois vou fazer outras duas tortas dessas, uma para minha mãe e outra para minha cunhada, estou devendo um bolo de aniversário pra ela também.

Se você tem uma receita predileta de pão de ló pode usar, ou ate aquela receita de bolo que você adora.. Não tem muito problema não.

O chantily fiz de um jeito diferente e olha, ficou DIVINO.
É uma receita diferente que vi no discovery e é sem dúvida a melhor receita de chantily que já fiz.
Aliás, geralmente chantily nem tem receita né? Açúcar, creme e batedeira. Isso não é exatamente uma receita.. rs

Chantily especial:

1 pote de creme de leite fresco
1/2 xícara de calda de açúcar grossa (água e açúcar ate formar um fio grossinho) -> Use a calda fria ou a temperatura ambiente!
1 colher de café de emulsificante
1 colher de café de açúcar de baunilha -> pode trocar por essência sem problemas.

Bata tudo na batedeira ate formar um creme bem firme.
Eu bati pouco e o meu ficou meio molenga. Mas o sabor ficou perfeito, então sem drama.

Gelatina:

1 pacote de gelatina de morango
1 colher de sobremesa de gelatina sem sabor
250ml de água fervendo
250 ml de água morna
Meia caixa de morango picados ao meio

Misture as gelatinas, dissolva na água fervente. Coloque a água fria. Que difícil não? Receitinha básica de gelatina.
Para gelar, coloquei na mesma assadeira que fiz o bolo. Cobri a assadeira com papel filme e despejei a gelatina por cima.

Espere a gelatina começar a endurecer e coloque morangos picados dentro dela.

Montagem:

Corte o pão de ló ao meio. Recheie com chantily e meia caixa de morangos picados.
Por cima coloque a outra fatia do bolo.
Passe uma camada fina de chantily por cima, para a gelatina grudar.

Para desenformar a gelatina coloquei um pano de prato molhado em água quente no fundo da forma e esperei uns segundos.
Depois puxei o papel filme e pronto, a gelatina sai inteira.
Por babaquice minha quebrou um pedacinho, mas nada terrível.

Com cuidado e com a ajuda do papel filme, coloque a gelatina em cima do bolo. Retire o papel filme.
E pronto.

Como sou uma pessoa exagerada por natureza, coloquei chantily em volta e em cima dele mini suspiros, que comprei pronto. mas não é essencial. Acho que mais morango picadinho em volta deve ficar mais bonito.

Eu sei que não ficou assim lindo, mas garanto o sabor. : )
Espero que a de vocês fique mais caprichada que a minha!! rs

domingo, 19 de junho de 2011

Torta de maçã e limão siciliano



Eu sou apaixonada por uma torta de maçã que só vende em Ubatuba, litoral sul aqui de sampa.
É uma torta simples, massa de biscoito, um creme que parece um doce de leite bem suave, cobertura de maçãs e por cima canela.

E eu tento fazer essa torta em casa a uns 4 anos pelo menos, e nunca consigo!!!

Sexta feira tentei de novo, com muito afinco! Mas cozinhei ouvindo uma música gostosa, me concentrando em me manter auto-confiante e positiva com algumas coisas de trabalho, tentando ficar bem sabe?

E quando dei por mim estava fazendo tudo diferente, incorporando coisas que eu sei que com certeza não ia na torta "original". E o resultado foi surpreendente, ficou muito saborosa!!!

Errei em alguns pontos, e acho que na próxima vez que fizer a torta ela vai ficar perfeita! Usei muito creme na base da torta e pouca maçã na cobertura. E a massa ainda não é minha predileta. Mas mesmo assim, ficou uma torta de babar. Então fiquem atentos a isso quando fizerem, caprichem mais na maçã e use menos creme.

Torta de maçã e limão siciliano

Massa

1 pacote de biscoito sem recheio (usei do tipo "maizena")
1 pacote de manteiga sem sal em temperatura ambiente
raspas de meio limão siciliano

Bata o biscoito no liquidificador, ate formar uma farinha fina. Misture com a manteiga e as raspas de limão.
Forre uma forma de fundo falso e asse em fogo médio ate dourar.

Recheio cremoso

1 lata de doce de leite claro (pouco tempo na panela de pressão)
2 gemas
1 lata de leite condensado
2 colheres de sobremesa de manteiga sem sal
raspas de meio limão siciliano

Leve ao fogo ate engrossar como um brigadeiro.
Aqui eu irei tentar modificar... Só coloquei a lata de leite condensado pois fiquei com medo de ser pouco recheio para muita torta! E foi um exagero.
Acredito que fique muito melhor retirando o leite condensado e usando 1 gema só.

Recheio de maçã e limão siciliano

5 maçãs pequenas
meio copo de água
2 colheres de sobremesa de maizena
1 colher de sobremesa cheia de manteiga sem sal
Meio limão siciliano espremido
7 colheres de açúcar cristal (pode ser o refinado tbm)

Descasque e corte as maçãs em tiras finas, leve ao fogo com a manteiga e o açúcar.
Deixe ferver, mexendo com cuidado para não quebrar as tiras de maçã. Quando a maçã estiver cozida e com  bastante calda, coloque o limão e a maizena dissolvida na água.
Misture bem ate engrossar levemente.

Recomendo usar pelo menos 2 maçãs a mais, e colocar mais umas colheradas de açúcar, talvez um pouco mais de limão. Apenas para manter a proporção entre os ingredientes.

Pra montar, coloque o creme sobre a massa. Sobre o creme coloque as maçãs, regue bem o caldo... E só.

Deliciosa! O limão deixa um sabor todo especial na maçã, vale a pena!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Torta Italiana de abobrinha


Receita nota mil!! Leve, saborosa, macia.. Ai que pecado gente, é boa demais.

Quem me apresentou para essa delícia foi a Janete, pessoa amada demais, super querida que conheci No Deus é Luz ali no brooklin! Muito obrigada lindona, essa torta fez um super sucesso aqui em casa!

A receita só é chatinha de fazer por ter que picar tudo, e são muitos ingredientes. Mas é moleza de fazer. Depois pesquisando na internet vi a dica de ralar a abobrinha no lugar de picar! Taí uma boa dica para preguiçosos como eu.

Quanto mais picadinhos os ingredientes, mais bonita a torta fica no final.


Ingredientes:

2 abobrinhas grandes picadas
3 tomates sem pele nem sementes picados
1 cebola grande picada
1/2 xícara de chá de azeitonas verdes picadas
1/2 xícara de queijo parmesão ralado
1 lata de atum (em água) escorrido
2 colheres de sopa de salsa picada
4 ovos batidos
8 colheres de farinha de trigo
4 colheres de amido de milho
180 ml de óleo (canola, girassol, etc)
1 colher sobremesa de sal
1 colher sopa de fermento
temperos e pimenta a gosto.

Em uma tigela misture os 7 primeiros ingredientes.
Acrescente os ovos e os demais ingredientes e misture delicadamente.

Assar em forma untada com óleo e farinha de rosca.






Uma dica legal é trocar o atum por bacalhau desfiado e azeitonas verdes por pretas, ou usar frango desfiado no lugar do atum, ou ate mesmo carne seca.. Na minha eu acrescentei palmito, que eu AMO! Ou seja, você pode incrementar como quiser, desde que respeitando as proporções dos ingredientes. : )

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Pão de massa mole


Receita super simples, de liquidificador! É praticamente só bater e misturar. E pronto. Nota 10.

A massa fica bem molenga, quase um bolo. Depois de pronta lembra muito pão de forma, um pouco mais pesado. É delicioso!
Eu gosto de fazer recheado com queijo e presunto, coberto com linguiça ou salame, com alho poró.. Mil idéias legais.

Pão de massa mole


3 ovos
1 xícara de açúcar
1 xícara de óleo
600 ml de água morna
50grs de fermento biológico
1 colher de sopa rasa de sal
1 kg de farinha de trigo

Bater todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha. Despeje a mistura numa tijela e acrescente a farinha aos poucos, mexendo bem. Deixe descansar por 30 minutos ou ate a massa dobrar de volume.
A massa fica bem mole, para assar despeje a massa em formas para pão (ou qualquer uma que você tenha a mão), passe um pouco de gema por cima para dourar e leve ao forno pré aquecido.


Quando vou fazer recheado, coloco a massa ate metade da forma, coloco o recheio e por cima mais massa. 
Sem segredo!

Sucesso garantido.


quinta-feira, 5 de maio de 2011

Sushi doce!



Vamos brincar de comidinha?!

Quem ficou morrendo de vontade de brincar com esse sushi de mentirinha põe o dedo aqui (_____)!!

Será que encontro esse kit na liberdade? Nháaa que vontade!!!!!!!

E são comestíveis, docinhos! Não acredito que seja gostoso não, mas com certeza deve ser o máximo fazer as ovas de salmão! hahaha

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Torta fria de sardinha



Post especial para a Nah Talasso!
Perdoe o abandono, estou cozinhando menos e quando cozinho meu marido fotografa e demora séculos para enviar as fotos.. rs
Ai já viu! As coisas se acumulam!
Mas como você pediu de um modo muito amor, taí a comidinha que fiz hoje!

Estava pensando se postava ou não essa receita. Eu AMO essa torta, mas ela não é exatamente uma comida bonita. E nem todo mundo gosta.
Fiz hoje no desespero, não tinha nada cozinhável em casa e com a chuva que teve hoje não tive coragem de ir ate a esquina comprar algo melhor.

Então fiz essa torta mesmo. Por milagre tinha tudo em casa!

Essa receita é bem tradicional no Sul, minha sogra gaúcha que me ensinou. Você pode acrescentar o que quiser ao recheio, modificar a vontade! Ainda fazer a mesma receita com frango, meu marido me pede isso a anos...

Vou passar para vocês exatamente como minha sogra me ensinou por email!


Torta fria de sardinha


1/2 kg tomate 
1/2 kg cebola
2 latas de sardinha - grandes
1/2 kg de pão dormido
1 l de leite
4 ovos

refoga a cebola e o tomate, com todos os temperos que quiser. Fica um molhão.
Coloque a sardinha no molho.
A parte.

Coloque o pão em uma bacia grande e regue com leite , deixe de molho e depois amasse com as mãos ate desmanchar bem.
Coloque os 4 ovos e misture bem.

Acrescente o molho na massa de pão.

Opcional- ervilha, milho, palmito.

Assar em assadeira untada com óleo, assadeira grande, 1h no forno ou mais.

Ponto,bem dourada em cima e palito seco.

Eu adoro colocar muito milho, salsinha, palmito!! Huuumm.. Fica um pecado. 
Hoje fiz básica mesmo, não fica tão bonita mas também fica bem gostosa. 

Receitinha sem vergonha de simples mas compensa muito! Também é possível fazer com atum! 

terça-feira, 26 de abril de 2011

Cupcake de chocolate - ganache e creme de leite ninho



Peguei essa receita na comunidade culinária receitas, no orkut. Mas originalmente ela é da comunidade de cupcakes. Todos que fizeram essa receita deram nota 10. E realmente ela é muito boa.

Reparem que pede açúcar cristal, já fiz essa massa 2 vezes e na primeira usei o açúcar cristal e ficou ótima. Na segunda vez meu açúcar cristal tinha terminado e usei o refinado mesmo. E adivinhem, deu certo tbm! : )

Para rechear usei uma outra receita dessa comunidade, passada pela Isabel que uma culinarista de mão cheia! 

Cupcake de chocolate

"1 e 1/4 de xícara de chá de farinha de trigo

1/2 xícara de chá de cacau em pó

3/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio

1/4 de colher de chá de sal

1 xícara de chá de açucar granulado

1/3 de xícara de chá de óleo (soja, canola, girassol, etc)

1 ovo

1 colher de chá de essência de baunílha

3/4 de xícara de buttermilk (Coloque 1 colher de sopa de vinagre em 1 xícara de leite, misture e deixe descansar por 10 minutos para fazer o buttermilk.)



Preparo:

Peneire a farinha, chocolate, bicarbonato e sal em uma vasilha, reserve.

Na batedeira, bata o açucar, o óleo, o ovo e a essência até estar bem homogêneo. Alternadamente coloque a mistura dos pós e o buttermilk batendo até estar bem homogêneo.

Despeje a massa em forminhas enchendo no máximo 3/4 das mesmas (a massa cresce bem.) Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por aproximadamente 22 minutos ou até um palito sair limpo quando enfiado nos cupcakes. Remova da forma de cupcakes imediatamente e coloque-os em uma grelha para esfriarem (assim o cupcake esfria por igual e evita que murche." 

Creme de leite ninho

1 tablete de manteiga sem sal
1 lata de leite condensado
15 colheres de leite em pó
1 cx de creme de leite

Bata a manteiga com o leite condensado, adicione o leite em pó e por último o creme de leite.
Logo que fica pronto, ele fica bem líquido. Depois de algumas horas o creme fica cremoso e bem consistente! 

Para cobrir, chocolate meio amargo com creme de leite! Sem segredo!


Recheando!


segunda-feira, 25 de abril de 2011

Chá de lingerie

Enquanto meu amado dignissímo marido não me passa as fotos das minhas ultimas comidas, vou postar uma festa veia, só para não ficarmos sem postagem nenhuma.

Eu e minha mãe montamos tudo no meu chá, foi muito muito gostoso. Quem vai casar super recomendo, é uma delícia.

Meu convite:

Coisa mais fofa!!! Minha festa foi em 2009!
O bolo!!! Reparem que lushooo!! Eu e minha mãe passamos bem umas 3 hrs fazendo o bolo, mas valeu a pena, ficou muito divertido!

Dá pra ver que é um corset?
Outra foto, dele sem acabamento.. Mas dá pra ver melhor como ele é.

Acho que hoje faríamos melhor e em mens tempo, mas foi nosso primeiro bolo super decorado! rs


Olhem o arranjo suspenso que legal! Era modinha aquele ano!

E a infinidade de docinhos xente? Que delícia!

Esse arranjo caiu no chão 5 vezes. CINCO!! Por isso estava assim, feioso. Mas, antes de ser destruído estava lindo. Olhem meus primeiros cupcakes! Que emoção!! T.T
Eram de morango... Nos copinhos, mousse de morango!

Vaso highlander!
Presentes!!! Reparem a cor dos pés da pessoa.. gente eu sou índio, só ando descalça. Ate no meu casamento fiquei de pé no chão. Tem uma foto fofa em que meu maridão me pegou no colo, da pra ver direitinho o pezão preto. Coisa marlinda.

Pai amado como eu engordei... hahahaha Triste!
Momentos inesquecíveis!