domingo, 22 de setembro de 2013

Alimentação saudável

Queria que fosse mais simples falar sobre meu peso, sobre os alimentos que tenho comido ao longo dos anos, ou que isso tudo nunca fosse uma pauta digna de nota!
Comer bem é o básico, o mínimo... Como ir ao médico checar a saúde, ou tomar banho. Algo normal, corriqueiro.

Mas existem tantas questões por trás do peso de uma pessoa, e a forma como ela lida com isso que sinceramente não me sinto qualificada para falar amplamente do assunto. Acredito que pessoas estudiosas do comportamento humano, nutrição, relações sociais sejam mais qualificadas do que eu.

Então vou apenas falar da minha vivência, das minhas experiências sobre isso. Desde muito nova tinha problemas de auto imagem, me via e me sentia inadequada. E sempre pensava que se fosse menor, mais esguia, mais delicada seria mais feliz. Me sentiria mais incluída.

Não tenho estilo pequenininha, não tenho estrutura física de magrela. Sou o tipo "normal", ou comum melhor dizendo. Nunca, jamais terei perfil de modelo, nem corpo magrelinho sequinho que acho tão bonito. Acho elegante mulher magra, naturalmente magra. Como Carla Bruni! Mas jamais terei um corpo como o dela, minha estrutura é diferente. E aceitar que meu corpo é diferente do padrão que acho ideal me rendeu muitos e muitos meses de terapia. *vergonha*
Mas é verdade, não entendia por que mesmo em minha época mais magrinha não conseguia ter aquele perfil.

E a sociedade cobra de sermos menores, mais leves e tudo o mais. Ser magro faz as pessoas te tratarem melhor imediatamente. É ridículo.

Passei de pré anorexia a desencanar totalmente, e engordei. Engordei bastante mesmo, 17 quilos para ser exata. Passei de um extremo ruim a outro. Na época que chamo carinhosamente de pré anorexia me alimentava de suco de berinjela e sopa. Nem vou comentar a época em que tomei todo tipo bizarro de remédio para emagrecer, que só ganhei estado emocional absurdo e montanha russa de peso. Engordava muito e perdia muito, só para meses depois engordar muito novamente e perder novamente...

Nessa primeira foto, estava no meu máximo de peso. Natal de 2011.

IMC 27,55 sobrepeso
Abapha o turbante, eu amo essas roupas estranhas. fazer o que, ninguém é perfeito!!

Esta foto abaixo é da semana passada, de lá pra cá ja perdi mais 2kg. Bizarro pensar na facilidade que está sendo emagrecer. Admito que tomei um susto quando me pesei. Susto mesmo. Eu sempre me pesava torcendo pra estar pelo menos no mesmo peso da ultima vez, e agora é sempre uma surpresa, pois estou sempre com 1kg a menos pelo menos. E outro detalhe importante, me peso só a cada 15 dias. Antes, na época doida, me pesava TODOS OS DIAS.

IMC 24,61 peso normal
Reparem a cintura, não tinha essa curva assim bonita desde.. Desde nunca eu acho!!!
Hoje meu IMC esta em 24. Perdi exatamente 10kg ate aqui.. Teoricamente ainda faltam 8 para chegar ao peso que tinha em minha época "pré anorexia", e 7 se quiser chegar no peso que tinha quando casei.
Mas sinceramente, não acho que precise. 

Agora quero focar em exercícios, para fortalecer meu corpo, ter mais disposição para aguentar o dia a dia super pesado que tenho.
Novamente, saúde como prioridade. Algo tão simples mas foi tão difícil de alcançar...

Acho que todas as dietas que fiz me trouxeram ate aqui, ate essa ideia de alimentação que tenho hoje.

As mudanças que fiz e que tenho mantido com sucesso assustador são as seguintes:

- Diminui drasticamente a ingestão de qualquer alimento de trigo, seja refinado ou integral. Mas se como, prefiro integrais. Decidi isso após ler sobre o livro "barriga de trigo". O autor diz que algumas pessoas são intolerantes ao trigo, ou ao glúten. E que eliminando o trigo da dieta perdem peso e gordura abdominal. 
Mesmo em minha época mais magra, sempre tive pancinha. Nunca conseguia ter uma barriga sem pneu! Mesmo criança e adolescente, sempre tive aquele bacon chato em volta do umbigo. 

E coincidência ou não, cortando o trigo acelerei o emagrecimento e minha barriga nunca esteve tão bonita. Ainda não esta seca, mas aos poucos esta deixando de ser algo que me incomoda. O que já é um avanço enorme.

Como uma fatia de pão integral ou uma torradinha a cada 15 dias, as vzs menos. Pura falta de vontade mesmo, não me faz falta. 
Se tem um bolinho de fubá ou de chocolate, como um pedaço. Sem neuras. 
Se estou em uma festinha e só o que tem pra comer é salgadinho frito, como sem neura... E no dia seguinte dou preferência a legumes e saladinhas. 
Longe de ser xiita!

- Cortei o leite, e não foi pensando em emagrecer. Cortei por que me fazia mal. Estava sempre cheia de dores, com o estômago estufado e todo aquele processo digestivo desagradável que ninguém faz questão de detalhes. Fora letargia, fraqueza, desanimo... 

Ainda como um pedacinho de queijo na tapioca, uma mordidinha no parmesão que o marido ta lanchando, mas pouco.
Se estou na casa de alguém e não tem jeito, só tem por exemplo rondele 4 queijos com molho branco!! Eu como! Pouco, mas como.
Paciência.. Depois sofro umas horinhas digerindo aquela pedra que vira o leite.. rsrs Mas não morro, nem engordo trocentos quilos. Mas não vou me fazer de nojenta na casa alheia. 

Acredito que o leite tenha pesado na questão, feito muita diferença mesmo. Mas não acredito que deva só a ele meu emagrecimento. Acredito que é o processo todo.

- Incluo diferentes grãos e farinhas na alimentação. Por exemplo: quinua, amaranto, aveia, painço, etc... 

Mas aveia tem glúten!!! Tem.. Não estou focando em cortar glúten, mas o trigo! 

- Legumes, saladas, verduras já faziam parte da minha alimentação normal. O que mudou foi a prioridade, antes era acompanhamento, hoje vejo como o principal do prato. 

- Frutas e doces moderadamente. Evito os dois se terei um dia mais parado, menos ativo. A regra é simples, se estou num dia agitado ou irei praticar exercícios, como frutas. Se vou ficar sentada na frente do computador o dia todo, evito as frutas. E doces sem regra, deu vontade como um pouco. Sem neura nem exageros. 


O balanço final foi de 10 kg a menos. 


Com a Dukan perdi pouco peso e me sentia muito mal, pudera uma dieta baseada em proteínas e tomando MUITO leite e derivados, claro que me sentia um balão. Intolerante a lactose colocando leite em pó em receitas, tomando shakes de leite desnatado? Não rolou claro. Mesmo usando leite 90% menos lactose, me sentia péssima a maior parte do tempo. 

Mas perdi medidas, e aprendi a priorizar proteínas em lugar do carboidrato na alimentação. E foi um terror conseguir seguir a dieta restritiva a risca.

Com a Body change, aprendi a comer frutas só em dias de exercícios, e a incluir atividades físicas simples no dia a dia. E a priorizar alimentos naturais, legumes e vegetais. 

Troquei o leite 90% menos lactose por leite de soja e leite de aveia. Inclusive para cozinhar! 

E vou continuar assim, nunca me senti tão disposta e bem alimentada. E tão em paz com meu peso e minhas escolhas. 

Agora vou começar a postar as receitas que adapto ao meu novo estilo de vida, caprichando nas proteínas e vegetais, muitas fibras e focando na saúde sempre. Aparência é mera consequência. 



10 comentários:

  1. Li tudo para ver se aprendo algo, adorei. Obrigada, adoro quando você escreve, de verdade.

    Beijos
    PS.Obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo vc cunhada, vc é minha maior incentivadora em tudo!

      Bjkas

      Excluir
  2. Oi Ana!

    Que bom que voltou a escrever...conheci seu blog há pouco, mas já sou fa...

    Sei como é difícil o processo de emagrecimento, já passei por isso, e a palavra certa é mudança de hábitos...no final o resultado compensa...parabéns pela força!

    Visita meu blog tb?

    doceedescomplicado.blogspot.com.br

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, mudança de hábito é tudo mesmo!!

      Mas é tão difícil né? rs

      bjs

      Excluir
  3. Coisa mais rara eu ler posts assim, rsss.
    Li este inteiro e adorei. Fico muito feliz quando as pessoas conseguem comer bem, manterem-se saudáveis, serem feliz e sem coisas doidas e encanações, parabéns :)
    Agora eu vou ficar de olho nas receitas, estou bastante interessado na vida sem trigo, ou com menos trigo como você disse, já que radicalismos são sempre péssimos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D Obrigada pelo carinho!!

      Estou preguiçosa pra postar as receitas, mas vou criar vergonha na cara e postar logo. rs

      Excluir
  4. Ana, fazia tempo que eu não "passava por aqui",as hj tive a grata surpresa de não só ver que vc voltou a escrever, como ver que vc tá na mesma vibe que eu. Com certeza vou ficar ansiosa pelas próximas receitas!! Sucesso... beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que gostoso!!!

      Vou postar mais, prometo.. rsrs

      bj bj

      Excluir
  5. Ana Paula Ruman? Q estudou no anglo -leonardo da vinci? Aninha, posso estar enganads mas lembro d vc suuuper magrinha... a mais magra da turma... bj.. Juh

    ResponderExcluir
  6. Sou eu mesmaaaa!! Do Anglo osasco!
    Vc é a Ju, minha amigona daquela época? A Ju magrinha linda e toda cacheada?

    Meeu me mande email, estou a meses te procurando!!!
    anapaula.gotz@gmail.com

    Eu sempre fui magra, mas engordei MUITO depois que casei! 17kg!
    Já se foram 13, e um tanto ainda esta no processo de ser eliminado rs

    ResponderExcluir